20 Oct 2019

Please reload

Posts Recentes

As Crônicas de Shannara

9 Jan 2017

Há vários meses atrás vi que estava sendo produzida mais uma série baseada em uma saga literária. O trailer foi bastante intrigante, mas não ao ponto de me fazer ficar de olho na produção e data de lançamento. Hoje a Netflix adicionou essa série ao catalogo: As Crônicas de Shannara.


Com dez episódios na primeira temporada, baseada na trilogia de livros de Terry Brooks (ao todo são 25 livros das “Crônicas de Shannara”, a série é baseada em “As Pedras Élficas de Shannara”) e criada por Alfred Gough e Miles Millar, a série foi lançada nos EUA pela MTV em janeiro/2016 e no Brasil em junho/2016 pelo canal Syfy.

 

 Sinopse:


A história contada em The Shannara Chronicles se passa milhares de anos no futuro, num momento em que a tecnologia já não existe e em que a prática de magia ressurgiu no mundo e posteriormente desapareceu novamente. Elfos conduzem a sociedade enquanto humanos são considerados uma sub-espécie. Após centenas de anos de paz e calmaria, um exército de demônios ameaça escapar da prisão, conhecida como Ellcrys, uma árvore da morte, e consequentemente promover uma guerra apocalíptica. Três heróis serão responsáveis por embarcar numa perigosa missão para restaurar a ordem nas Quatro Terras e conseguir apoio para vencer os demônios. São eles: Amberle, uma princesa élfica, Will, um híbrido de elfo e humano, e a humana Eretria.

 

Critica do MaSam S01E01 (sem spoilers):

 

 

Já os primeiros minutos da série me convenceram a assistir mais. Começa correndo, literalmente, e o envolvimento com Amberle (Poppy Drayton) foi bem rápido... Em alguns minutos já estava torcendo por ela. Amberle é uma pricesa elfa e compete numa corrida (vendada e amarrada) pela honra de ser uma guardiã de uma árvore, a “Ellcrys”, que serve como porta para “Forbidding”  onde demônios estão supostamente presos.

 

O momento riso involuntário foi quando John Rhys-Davies aparece: e ele interpreta o rei elfo. Mas brincadeiras à parte, a série é visualmente linda. Até as cenas mais banais tem a fotografia impecável e bela. A trilha sonora foi aplicada com perfeição nos dando aquela sensação gostosa de fantasia fantástica.
Os elfos vivem em uma sociedade que é uma mistura bem ousada de tecnologia e magia que parece funcional apesar de muitos deles não acreditarem mais em magia. 
Os humanos vivem em vilarejos; são considerados uma “sub-raça”.
Além de humanos e elfos também existem mais raças habitando as Quatro Terras, mas isso vai sendo mostrados ao longo do desenrolar da historia. 


Dica: Assistam com áudio original e legendas. A dublagem em português é uma das piores que já vi, com cara de dublagem amadora, sem o mínimo cuidado ou qualidade. 

 

 

Tags:

Please reload

© Copyright 2018 Estúdio MaSam.